domingo, 8 de novembro de 2015

1º ANO ATIVIDADE - FONTES DE ENERGIA


ATIVIDADE 1º ANO - FONTES DE ENERGIA
01. "A idade da pedra chegou ao fim, não porque faltassem pedras; a era do petróleo chegará igualmente ao fim, mas não por falta de petróleo".  Considerando as características que envolvem a utilização das matérias-primas citadas no texto em diferentes contextos histórico-geográficos, é correto afirmar que, de acordo com o autor, a exemplo do que aconteceu na Idade da Pedra, o fim da era do Petróleo estaria relacionado.
a) à redução e esgotamento das reservas de petróleo.
b) ao desenvolvimento tecnológico e à utilização de novas fontes de energia.
c) ao desenvolvimento dos transportes e consequente aumento do consumo de energia.
d) ao excesso de produção e consequente desvalorização do barril de petróleo.
e) à diminuição das ações humanas sobre o meio ambiente.
RESP: B
02. Em usinas hidrelétricas, a queda d'água move turbinas que acionam geradores. Em usinas eólicas, os geradores são acionados por hélices movidas pelo vento. Na conversão direta solar-elétrica são células fotovoltaicas que produzem tensão elétrica. Além de todos produzirem eletricidade, esses processos têm em comum o fato de:
a) não provocarem impacto ambiental.
b) independerem de condições climáticas.
c) a energia gerada poder ser armazenada.
d) utilizarem fontes de energia renováveis.
e) dependerem das reservas de combustíveis fósseis.
RESP: D
03. Existem diversas modalidades de energia que são utilizadas pelo homem. Dessas, uma se caracteriza pela utilização do calor interno do planeta. Esse calor, que aciona turbinas elétricas, gera a modalidade de energia conhecida como:
a) Energia Gravitacional.
b) Energia Geotérmica.
c) Energia das Marés.
d) Energia Fóssil.
e) Energia de Xisto Betuminoso.
RESP: B
4.“Não existe geração de energia sem impacto ambiental. Esse impacto só será reduzido, se diminuirmos o consumo”, Dentre as fontes de energia indicadas abaixo, assinale a opção que apresenta a fonte alternativa de menor impacto ambiental.
a) construção de pequenas centrais hidrelétricas.
b) construção de usinas térmicas que aproveitam a energia do urânio e do plutônio
c) geração de energia a partir dos ventos (eólica)
d) utilização de bagaço da cana e de biogás de lixo (biomassa)
RESP: C
05.  “Águas de março definem se falta luz este ano”. Esse foi o título de uma reportagem em jornal de circulação nacional, pouco antes do início do racionamento do consumo de energia elétrica, em 2001. No Brasil, a relação entre a produção de eletricidade e a utilização de recursos hídricos, estabelecida nessa manchete, se justifica por que:
A) é grande o uso de chuveiros elétricos, cuja operação implica abundante consumo de água.
B) o sistema de tratamento da água e sua distribuição consomem grande quantidade de energia elétrica.
C) a geração de eletricidade nas usinas termelétricas utiliza grande volume de água para refrigeração.
D) o consumo de água e de energia elétrica utilizadas na indústria compete com o da agricultura.
E) a geração de eletricidade nas usinas hidrelétricas exige a manutenção de um nível mínimo de água nas barragens.
RESP: E
6. Em relação a energia hidroelétrica responda:
a) O que é energia HIDROELÉTRICA?
É o tipo de energia oriunda do aproveitamento da energia cinética da água, que é transformada em energia mecânica através da rotação das pás das turbinas que posteriormente, será transformada em energia elétrica pelo gerador do sistema.

7. A economia moderna depende da disponibilidade de muita energia em diferentes formas, para funcionar e crescer. No Brasil, o consumo total de energia pelas indústrias cresceu mais de quatro vezes no período entre 1970 e 2005. Enquanto os investimentos em energias limpas e renováveis, como solar e eólica, ainda são incipientes, ao se avaliar a possibilidade de instalação de usinas geradoras de energia elétrica, diversos fatores devem ser levados em consideração, tais como os impactos causados ao ambiente e às populações locais. Em uma situação hipotética, optou-se por construir uma usina hidrelétrica em região que abrange diversas quedas d'água em rios cercados por mata, alegando-se que causaria impacto ambiental muito menor que uma usina termelétrica. Entre os possíveis impactos da instalação de uma usina hidrelétrica nessa região, inclui-se:
a) a poluição da água por metais da usina.
b) a destruição do habitat de animais terrestres.
c) o aumento expressivo na liberação de CO2 para a atmosfera.
d) o consumo não renovável de toda água que passa pelas turbinas.
e) Aumento do buraco da camada de ozônio.
RESP: B
8.  Existem diversas modalidades de energia que são utilizadas pelo homem. Elas têm sua origem em diversas fontes, considerando a necessidade de diferenciar cada tipo de fonte energética para poder melhor produzir a energia que deseja, explique: (1,5)
a) Balanço Energético.      
É a relação entre a quantidade de energia produzida e a quantidade de energia consumida, ela pode ser positiva quando se produz mais que consome, pode ser nula quando produz a mesma quantidade que consome e negativa, quando consome mais que produz, havendo a necessidade de importa energia.
       
b) Energia da Biomassa
Energia resultante da decomposição de materiais orgânicos como, por exemplo, esterco, madeira, resíduos agrícolas, restos de alimentos entre outros.

c) Energia Fotovoltaica ou Solar             
Energia solar é aquela proveniente do Sol (energia térmica e luminosa), que é captada por painéis solares, formados por células fotovoltaicas, e transformada em energia elétrica ou mecânica.




9. As estratégias energéticas na atualidade não podem ignorar as questões ambientais. Sobre a energia nuclear e o seu emprego, assinale as alternativas e assinale V ou F.
( V ) A energia nuclear tem como principal fonte de energia o urânio radioativo.
( V ) No acidente de Chernobyl, a nuvem radioativa espalhou-se sobre o território russo, atingindo;
( F ) A grande expansão do uso de energia nuclear para geração de eletricidade ocorreu após a crise do petróleo, marcada pelos choques de 1973 e 1979.
( F) A energia nuclear, apesar de não emitir os gases que produzem o efeito estufa, contribui para o aquecimento global pela radiação.
( V ) Nas usinas atômicas, é a fissão nuclear que produz o aquecimento da água, produzindo, desse modo, o vapor que irá movimentar a turbina e gerar a energia elétrica.

10. Sobre o petróleo no mundo, considere as afirmações a seguir identificando as corretas e corrigindo as incorretas.
I. A origem do petróleo está relacionada às rochas cristalinas que sofreram lento metamorfismo ao longo de milhões de anos, aprisionando matéria orgânica em seu interior, que foi convertida em hidrocarbonetos.
II. Sua dupla função é uma das razões para o grande consumo. Seus derivados servem como fonte de energia, utilizada nos mais variados meios de transportes e em usinas termelétricas, e também como matéria-prima em várias indústrias, como farmacêuticas, de fertilizantes, de tintas, entre outras.
III. Sua desigual distribuição entre os países é fonte constante de conflitos. A OPEP, um cartel que reúne vários países produtores e exportadores de petróleo, controla em torno da 40% da produção mundial e 70% das reservas comprovadas.

I E II SÃO AS ALTERNATIVAS INCORRETAS, AMBAS TRATAM DA ESTRUTURA GEOLÓGICA, NAL QUAL SÃO FORMADOS OS COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS. A QUESTÃO FALA QUE SÃO FORMADAS EM ESTRUTURA CRISTALINA, CONTUDO, OS COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS SÃO FORMADOS EM ÁREAS DE BACIAS SEDIMENTÁRES.




quarta-feira, 28 de outubro de 2015

8º ANO ATIVIDADE IV BI



8º ANO ATIVIDADE CAP 14 (pág. 24 até a pág. 34)

01. Em relação a América Central, responda:

a) Como é dividida?

b) Do ponto de vista geológico, como é?

c) Qual o ponto mais elevado? Qual sua altitude?

02. O clima é algo que interfere diretamente na vida das pessoas, na América Central.não é diferente, sendo assim, cite as principais características climáticas da América Central.

03. Entender o meio físico (clima, relevo, vegetação e hidrografia), de um país ou região é importante para compreender o estilo de vida de sua população, sendo assim cite as principais características:

a) Da vegetação da América Central.

b) Da hidrografia da América Central.

04. Para melhor entendermos a parte continental da américa Central, o que é ISTMO?

05. Como se deu o processo de construção do Canal do Panamá? O que fez os Estados Unidos para construí-lo?

06. O que quer dizer América Central Insular? Quais suas principais características?

07. Cite as principais características gerais do Haiti.

08. Em relação a Cuba descreva o que aconteceu em 1959.

09. Após 1959 qual foi a estratégia dos soviéticos?

10. O que ocorreu com Cuba após o fim da URSS? Como iniciou o século XXI?


11. Qual é a situação atual de Cuba.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

8º ANO - COMPLEMENTO DO CONTEÚDO PARA AV IV BIMESTRE


CAPÍTULO - 13, AMÉRICA DO NORTE

CANADÁ

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Localiza-se no norte do continente americano e é o segundo maior país do planeta em área territorial;
Tem 9.984.675km², é dividido em 10 províncias e 3 territórios e sua capital é Ottawa localizada na província de Ontário;
Tem 34,7 milhões de habitantes com baixa densidade demográfica (3,4hab/km²)
Tem duas línguas oficiais o inglês e o francês, além do alemão, espanhol, chinês e italiano, serem bastante falados.
81% da população vive na cidade ou zona urbana;
A distribuição da população canadense é muito influenciada pelo clima que é predominantemente frio e polar;
As cidades com maiores densidades demográficas estão localizadas na fronteira com os Estados Unidos (Parte Sul), região dos grandes Lagos;
Ao longo do vale do rio são Lourenço estão as cidades mais populosas
Importantes cidades canadenses, Montreal com 5 milhões de habitantes, Montreal 3,5milhões de habitantes e Vancouver com 2 milhões de habitantes;
Montreal e Toronto apresentam cidades subterrâneas;
Devido ao clima muito frio, há no Canadá cidades subterrâneas, que são abrigos devido ao inverno frio;
As cidades subterrâneas têm aproximadamente 30 km, são verdadeiros centros comerciais e conta com eficiente sistema de transporte;

QUALIDADE DE VIDA

Apresenta um elevado padrão de vida é o 8º na lista do IDH;
Tem expectativa de vida de 81 anos uma das mais altas do planeta;
Seu sistema de educação é muito desenvolvido;
Apresenta uma das mais altas rendas per capita do planeta;

ECONOMIA

O principal parceiro comercial são os Estados Unidos
No setor agropecuário canadense destaca – se na exportação a canola, trigo, carne de porco e de soja, na importação destaca – se alimentos processados e vinho;
Os produtos manufaturados ou industriais que são destaques na exportação são: automóveis, peças automotivas, de máquinas, de equipamentos, de produtos de alta tecnologia e de combustíveis (óleo e gás natural).
Os produtos de origem florestais se destacam se na exportação canadense, a celulose e o papel
Principais recursos minerais são: Gás natural, petróleo, carvão, ouro, cobre, minério de ferro, níquel, urânio e zinco.
Principais zonas industriais do Canadá, coincide com as áreas de maior adensamento populacional (grande densidade demográfica)
No Leste (oriente ou oriental) destaca se Toronto e Ottawa, na parte Oeste (ocidente ou ocidental) a principal cidade é Vancouver.
É um importante produtor de avião a jato de porte médio, sua principal empresa é a Bombardier;
Apesar de apresentar problemas relacionados ao clima frio, o sistema de transporte do Canadá é um dos mais eficiente do planeta;

MÉXICO

CARACTERÍSTICAS GERAIS

É um pais emergente, tem a segunda maior economia da américa latina, atrás do Brasil;
Fronteira ao norte com os EUA e ao sul com Guatemala e Belize;
Tem área de 1.964.375km², população em 2013 de 122.332.399 habitantes e densidade populacional de 62,3 hab./km²;

NAFTA

Tem economia mais integrada com os EUA do que o Canadá, seu principal parceiro comercial são os EUA;
Com o NAFTA, os EUA passaram a explorar de forma mais intensa a mão de obra barata dos mexicanos;
Com o NAFTA surgiram as unidades produtivas chamadas de indústrias maquiladoras;
As maquiladoras eram ou são apenas montadoras de produtos, já que as peças são produzidas nos EUA;
Os produtos e peças circulam livremente nos países do NAFTA, contudo as pessoas não podem circularem, a imigração dos mexicanos é impedida pelos EUA;

IMIGRAÇÃO

A MOTIVAÇÃO para a migração dos mexicanos para os Estados Unidos é a busca de melhoria na qualidade de vida por meio do trabalho e da renda;
O México vive muitos problemas sociais, como salários baixos e pouca oportunidade de emprego e renda para a população;

ECONOMIA (PETRÓLEO, TURISMO)
A economia mexicana depende muito do petróleo, fato que é grande produtor;
É autossuficiente de petróleo que é considerado uma importante COMMODITY;
20% da s exportação mexicana é do petróleo e produz 2,5 milhões de barris por dia;
Mais da metade do petróleo produzido vai para os EUA;

TURISMO
Outro item na economia mexicana que é muito importante é o turismo;
A importância do turismo mexicano se deve as belas praias do Mar do Caribe e as atrações culturais dos povos Pré-colombianos como os Maias e os Astecas
De acordo com a Organização mundial do Turismo em 2013º México recebeu23,7 milhões de turistas.



















sexta-feira, 21 de agosto de 2015

1º ANO POPULAÇÃO

CONCEITOS POPULACIONAIS

População absoluta: corresponde a população total de um determinado local. Quando um local tem uma população absoluta numerosa, dizemos que ele é populoso

Densidade demográfica ou população relativa: corresponde à média de habitantes por quilômetros quadrados. Para obtê-la deve –se dividir a população absoluta pela área.

Taxa de mortalidade: corresponde a relação entre o número de óbitos ocorridos em um ano e a população absoluta, o resultado é expresso por mil.
       TM = N.º de óbitos X 1000 / População absoluta

Taxa de natalidade: corresponde a relação entre o número de nascimentos ocorridos em um ano e a população absoluta, o resultado é expresso por mil.
       TN = N.º de nascimentos X 1000 / População absoluta

Crescimento vegetativo ou natural: corresponde a diferença entre a taxa de natalidade e a taxa de mortalidade.
      C.V = TN – TM
O crescimento vegetativo não corresponde a única forma possível de crescimento ou redução da população mundial, deve se considerar as migrações.

Taxa de fecundidade: corresponde a média de filhos por mulher na idade de reprodução. (15 a 45 anos ou 12 a 49 anos)

Taxa de mortalidade infantil: corresponde ao número de crianças de 0 à 1 ano que morrem para cada grupo de mil nascidas vivas.

Expectativa de vida: É quantidade de anos que vive em média a população. É um indicador muito utilizado para verificar o nível de desenvolvimento dos países.

Migração: É o deslocamento de toda a população ou de parte dela, de forma permanente ou temporário.

Emigração: é a saída da população de uma área. 

Imigração: é a entrada da população em uma área.
Para que exista migração deve haver o fator de atração e o Fator de repulsão

Xenofobia – Constitui-se em uma aversão (preconceito, hostilização) ou medo ao estrangeiro.
Xenofobia é uma palavra de origem grega que significa antipatia ou aversão a pessoas e objetos estranhos, ou seja, é o preconceito acontece quando há aversão em relação à raça, cultura, opção sexual, etc.

Êxodo rural: É a transferência da população rural para o espaço urbano. Esse tipo de migração em geral tende a ser definitivo. Causas: Industrialização, a expansão do setor terciário e a mecanização da agricultura.

Êxodo urbano: tipo de migração que se dá com a transferência de populações urbanas para o espaço rural.

Migração urbano-urbano: tipo de migração, que se dá com a transferência de populações de uma cidade para outra. Tipo de migração muito comum nos dias atuais.

Migração ou movimento pendular: É aquela realizada por trabalhadores diariamente, nas grandes cidades. Trabalham em uma cidade e moram em outra. Saem todas as manhãs de sua casa em direção do seu trabalho, e retornam no final do dia.

PIRÂMIDE ETÁRIA:
É um gráfico populacional que leva em consideração a estrutura sexual da população (homens e mulheres ) e as faixas  etárias
BASE - a porção inferior -, que representa a população jovem (de O a 14 anos ou de O a 19 anos);
CORPO - a porção intermediária, que representa a população adulta (de 15 a 59 anos ou de 20 a 59 anos);
CUME, ÁPICE OU PICO - a porção superior-. Que representa a população idosa ou velha (igual a 60 anos ou mais). Veja imagem no final do Artigo

Emprego formal: é aquele emprego com carteira assinada, o qual tem todos os benefícios trabalhistas.


Emprego Informal: é aquele emprego sem carteira assinada, ou seja, sem nenhuma garantia trabalhista.

DESEMPREGO

Desemprego conjuntural: que é aquele que está ligado a momentos de crise econômica, nas quais a oferta de empregos e os postos ocupados diminuem. Após acabar a crise econômica que gerou o desemprego, os postos de trabalho voltam a ser ocupados, gerando novos empregos formais.

Desemprego estrutural ou tecnológico: que está ligado a estrutura produtiva, e aos avanços tecnológicos (máquinas ou sistemas) introduzidos na produção, em substituição da mão de obra humana, como a robótica. 

Principais causas do desemprego estrutural. 

Implantação de robôs no processo de produção industrial.

Instalação de caixas eletrônicos em agências bancárias.

Informatização em empresas e órgãos públicos, visando diminuir os processos burocráticos.

Uso da Internet para serviços bancários, compras online e outros serviços.

SETORES DA ECONOMIA

Setor primário: que envolve em geral atividades ligadas ao meio rural, como, a agricultura, pecuária, extrativismo vegetal e a pesca.

Setor secundário: que envolve as atividades industriais.

Setor terciário: que envolve as atividades do comércio, prestação de serviços, funcionalismo público, etc. Pode ser classificado ainda como terciário-quaternário setor ligado à educação e a produção de tecnologia de ponta (avançada), robótica, cibernética, informática e pesquisa.

DIT: Divisão internacional do trabalho: É a divisão das atividades econômicas de cada país, ou seja, a função que cada país tem no comércio internacional.      

IDH: 
Índice de desenvolvimento humano mede o nível de desenvolvimento ou a qualidade de vida de uma população e é calculado a partir do PIB per capita, longevidade e educação.        
                                           
IPH: Índice de pobreza humana, criado pelo PNUD e mede as carências quanto ao desenvolvimento humano.         
                                                  
PPC: Paridade do poder de compra é o método alternativo para se calcular o poder de compra entre a população de dois ou mais países.     
      
FASES DO CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO
Primeira fase: caracterizada por elevadas taxas de natalidade e mortalidade, originando baixo crescimento populacional.  O Brasil passou essa fase no início do século XX.

Segunda fase: caracterizada por elevadas taxas de natalidade e declínio das taxas de mortalidade, gerando elevado crescimento populacional.
É a transição demográfica propriamente dita, que antecede a última os países desenvolvidos concluíram essa fase nas primeiras décadas do século XX.
 O Brasil atingiu o auge dessa fase na década de 50, quando as taxas de crescimento populacional se aproximaram de 3% ao ano.

Terceira fase: caracterizada por baixas taxas de natalidade e de mortalidade, Gera baixíssimo crescimento populacional, estagnação e até mesmo taxas negativas de crescimento.
O Brasil só deverá ingressar nessa fase no início do século XXI.  Por volta do ano 2030, o Brasil estará completando o seu ciclo demográfico.
A queda na taxa de fecundidade é uma das principais características da transição demográfica brasileira.

TEORIAS DEMOGRÁFICAS

 TEORIA MALTHUSIANA
Exposta em 1798, foi a primeira teoria demográfica de grande impacto e até hoje a mais popular de todas, apesar das falhas que apresenta.
Os problemas socioeconômicos (desemprego, fome, êxodo rural, rápido aumento populacional) decorrentes da Revolução Industrial e que afetavam seriamente a Inglaterra, provocou o surgimento desta teoria demográfico.
 A principal causa dos problemas que afetavam a INGLATERRA era o grande crescimento populacional, especialmente dos mais pobres
 A solução estaria no controle da natalidade, que deveria basear-se na sujeição moral do homem (casamento tardios, abstinência sexual, etc.).  Sua tarefa é, portanto, nitidamente ANTINATALISTA e conservadora.

PRINCÍPIOS DA TEORIA MALTHUSIANA
Caso não seja detida por obstáculos (guerras, epidemias, etc.), a população tende a crescer segundo uma progressão geométrica (PG), A produção de alimentos em ritmo de uma progressão aritmética PA.
 A fome e a miséria eram resultantes do elevado crescimento populacional.  A solução, portanto, estava no controle da natalidade.

OS NEOMALTHUSIANOS
No pós-segunda Guerra Mundial, as taxas de crescimento demográfico foram muito elevadas no Terceiro Mundo, surgiu uma situação de grande fome e miséria, ressuscitaram as ideias de Malthus.
Os neomalthusianos, passam a responsabilizar o subdesenvolvimento e o elevado crescimento demográfico como os culpados pelo referido quadro de horror.
Para os neomalthusianos a solução estava na implantação de políticas oficiais de controle de natalidade mediante o emprego de pílulas anticoncepcionais, abortos, laqueadura das trompas, vasectomia, etc.  
Apesar de vários países terem adotados essas medidas, a situação de fome e miséria continua existindo.

OS REFORMISTAS OU MARXISTAS
Os reformistas admitem que a situação de pobreza e o subdesenvolvimento é provocada pelo excessivo crescimento demográfico e consequente estado de miséria.
Diante disso, os reformistas defendem a adoção de profundas reformas sociais e econômicas para superar os graves problemas do Terceiro Mundo.
A redução do crescimento viria como consequência de tais reformas socioeconômicas, ou seja, melhor distribuição de renda para a população.


quarta-feira, 5 de agosto de 2015

CAPITULO 11 – AMÉRICA CARACTERÍSTICAS NATURAIS.

A FORMAÇÃO CONTINENTAL
Tem mais de 40 milhões de km2 .
Suas terras estão localizadas no hemisfério ocidental (Oeste);
Tem 14 mil km de extensão, vai do extremo norte do Canadá até o sul do Chile e da Argentina na Patagônia;
Obs: PANGÉIA: todos os continentes eram juntos no mesmo bloco continental;
Há 225 milhões de anos a pangeia dividiu se em duas partes. Laurásia, ao norte, e Gondwana, ao sul.
A Laurásia era composta de terras que formaram a Europa, Ásia e América do Norte.
Gondwana formou a África, Índia, América do Sul e Austrália;
Há cerca de 113 milhões de anos, devido a divergência das placas tectônicas que forma a dorsal mesoatlântica, inicia a formação do oceano Atlântico;
O Istmo que liga a américa do Norte a do Sul, chamamos de América Central e foi formado a 65 milhões de anos.
As rochas mais antigas do continente americanos tem 4 bilhões de anos, foram formadas muito antes da fragmentação da pangeia.
As áreas que encontramos rochas cristalinas muito antigas chamamos de crátons ou escudos cristalinos
- nelas encontramos minerais metálicos, metais preciosos e pedras preciosas.
- apresenta baixa altitude devido ao longo tempo de exposição a erosão;
- Eles apresenta altitude inferior a 1000 metros.
O material erodido nas áreas de crátons formaram as bacias sedimentares e nelas encontramos petróleo, gás natural, carvão mineral e xisto betuminoso.

O RELEVO AMERICANO
O relevo americano é dividido em três áreas diferentes.
1. Oeste ou Ocidental – destacam se nesta área as grandes cordilheiras de formação recente, as quais são:
- Cordilheira dos Andes América do sul;
- Serra Madre no México;
- Montanhas Rochosas no Canada e EUA
2. Central – predominam as planícies e depressões;
-  Planícies Centrais (América do Norte);
-  As planícies e depressões da Amazônia;
-  A Planície do Pantanal e a Depressão do Chaco (América do Sul).
3. Leste ou Oriental – Ocorrem planaltos e montanhas Antigas muito desgastadas pelo processo erosivo.
-  Planalto Laurenciano (Canadá);
-  Montes Apalaches (Estados Unidos);
-  Planalto das Guianas e Planalto Brasileiro (América do Sul).

AS GRANDES CADEIAS DE MONTANHAS DO OESTE;
A costa Oeste do continente americano (oceano Pacífico) apresenta:
Grande atividade sísmica;
Limites de placas convergentes, transformantes e divergentes;
Faz parte do círculo de fogo do Pacífico( maior quantidade de vulcões ativos do planeta), além da américa abrange a parte oriental da Ásia;
As grandes montanhas são formadas a partir dos movimentos convergentes das placas tectônicas que provocam os dobramentos modernos;
A Orogêneses ou processo orogênico é o nome que se dá ao processo de formação de uma ou mais montanha a partir da convergência de placas tectônicas;
Na América as cordilheiras formaram -se a cerca de 70 milhões de anos;
Na América do Sul as cordilheiras dos Andes formaram se a partir da convergência da placa de Nazca e Sul-Americana;
Obs. -  A placa oceânica é mais densa que a placa continental, por isso a placa oceânica afunda sobre a continental formando uma zona de subducção, que forma as fossas oceânicas.

PLANÍCIES E HIDROGRAFIA - CARACTERÍSTICAS GERAIS
A região central e costeira (litoral) da América apresenta relevo com baixa altitude, nunca superior a 600 metros de altitudes, como as planícies;
Estas áreas foram formadas (esculpidas) pela ação das geleiras na última era glacial, pela ação dos ventos, rios, mares, lagos e etc.
A região central e costeira essas áreas recebem sedimentos de regiões próximas de maior altitude.
Na América do Norte destaca-se:

GRANDE PLANÍCIE CENTRAL:

AMÉRICA DO NORTE
Ocorre no sul do Canadá;
Ocupa a maior parte da região central dos Estados Unidos, até as montanhas Rochosas.
Nela encontra-se a bacia do rio Mississipi, rio principal com 37765 k de extensão.
Nesta planície o rio mais extenso e o Missouri com 4087km de extensão.
O rio Mississipi e o Missouri com seus milhares de afluentes formam o sistema fluvial Mississipi – Missouri, o qual drena uma área de 3.200.000 km2;

AMÉRICA DO SUL
Destaca-se a planície Amazônica:
Drenada pelo rio Amazonas e seus afluentes;
É a maior bacia hidrográfica do mundo;
Tem área aproximadamente de 7 milhões de km2 de área;
É delimitada pela Cordilheira dos Andes a Oeste (ocidente) e o Planalto das Guiana ao Norte (setentrional).
No Brasil cobre uma área de 3,8 milhões de km2 nos estados do Acre, Amazonas, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Pará, Amapá e Maranhão.
-A Bacia Amazônica na América do Sul abrange os seguintes países Guiana, Guiana Francesa, Suriname, Equador, Colômbia, Venezuela, Bolívia, Peru e Brasil.
O rio Amazonas nasce na Cordilheira dos Andes a oeste e coa foz no Oceano Atlântico a leste e tem 6992 km de extensão. (Maior rio em extensão e volume de água do planeta)
No Brasil tem 3000 km de extensão;
Quando entra no Brasil tem um desnível até sua foz de 85 metros, fato que o faz navegável (rio de planície).

OUTRAS PLANÍCIES DESTAQUES DA AMÉRICA DO SUL.
Planície Platina é banhada (drenada) por rios e outros recursos hídricos que formam a Bacia Platina estão presentes nos territórios dos seguintes países: Brasil, Paraguai, Argentina, Bolívia e Uruguai.
 Nesta bacia se encontra uma das maiores hidrelétricas do planeta a de Itaipu no rio Paraná, fronteira entre Brasil e Paraguai.
Planície do Orinoco na Venezuela e Colômbia, ocupa área do litoral do Oceano Atlântico até A Cordilheira dos Andes;
O Rio Orinoco Nasce no Planalto das Guianas e deságua no Mar do Caribe, ele tem 2100 km de extensão;
PLANÍCIES LITORÂNEAS
Ocupam estreitas faixas, contudo em alguns locais podem chegar a 200 km de largura;
Acompanham a costa e recebem sedimentos trazidos pelos rios e pelo mar;
São genericamente chamadas de planície costeira;
São destaques no sudeste dos Estados Unidos e no Norte do Brasil;
As áreas ocupadas pelas planícies costeiras são boas para o desenvolvimento do transporte hidroviário e atividades agrícolas;
A atividade agrícola é facilitada pelo relevo plano, o qual possibilita usar máquinas no processo produtivo. Este fato tem provocado grande degradação ambiental destas áreas;

PLANALTOS E MONTANHAS ANTIGAS DO LESTE
Os planaltos e montanhas antigas do leste ocorrem na América do Norte e do Sul;
Estão associadas aos escudos cristalinos continentais, os quais passaram por um processo orogênico antigo, entre 4 e 2 bilhões de anos;
São considerados relevo antigos, pois devido ao processo erosivo, são rebaixados e apresentam baixa altitude;
Na América do Sul destaca-se o Escudo Brasileiro com estrutura de rocha cristalina (magmática/metamórfica)
O Escudo Brasileiro é formado pelo Planalto Brasileiro e pelo Planalto das Guiana;
O Planalto Brasileiro é dividido em Planalto Meridional (sul), Planalto da Borborema ( No Litoral do Nordeste) e Planalto Central;
O Planalto das Guiana está localizado no Norte da América do Sul em terras do Brasil e da Venezuela;
O Planalto das Guiana apresenta os mais elevados picos em áreas de escudo cristalino da América, o pico da Neblina com 2994 metros de altitude, o ponto mais alto do Brasil;
Na América do Norte Os planaltos antigos ocorrem ao longo da costa do Oceano Atlântico;
O planalto Laurenciano no Canadá, e Montes Apalaches são os Principais da América do Norte;
Essas regiões são ricas em minerais metálicos como o ferro e o manganês.



9º ANO CAPITULO 11