sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

QUESTÕES FUSO HORÁRIO

01.Que horas marcará um relógio na cidade de Rio Branco, quando em  Brasília e Londres forem,  respectivamente, 11 e 13 horas?

02. Que horas devem marcar os relógios em Nova York, que fica no quinto fuso a oeste de Greenwich, quando em São Paulo, que fica no terceiro fuso, também a oeste, são doze horas, no horário de verão?

 03. Se os relógios dos habitantes de uma cidade localizada a 26° Oeste de Greenwich estiverem marcando 13 horas, que hora solar ou verdadeira será?

04. Em Brasília, são 23 horas. Que hora será no Acre, que está 1 fuso horário para oeste?


05. Em Portugal, são 15:30 horas. Qual o horário na Rússia, que está 6 fusos horários para leste?

06. Na Espanha, haverá uma corrida de Fórmula 1 às 12:00 horas. Que hora devemos ligar a televisão se estamos a 4 fusos horários para oeste? 

07. No Brasil são 22 horas. Qual o horário de uma cidade nos EUA, que está 5 fusos horários para oeste?


08. Uma família embarca em uma viagem às 14:00 horas, do dia 03 de março, de um ponto A (localizado a 30° O) com destino a B (localizado a 45° L). O tempo de voo é de 10 horas. Qual o dia e o horário de chegada da família ao ponto B?

09. Um time de futebol do estado de São Paulo (localizado no fuso 45° O) irá realizar uma partida em Boa Vista (60° O), capital de Roraima. A equipe irá embarcar às 14h e a viagem terá duração de 6 horas. Considerando o horário de Roraima, a que horas os jogadores de São Paulo desembarcarão em seu destino final:
a) 19h                     b) 17h                      c) 21h                     d) 20h                    e) 18h

10. Um programa televisivo apresentado às 20:00 em Brasília será transmitido, simultaneamente, a que horas em Fernando de Noronha e no Acre, respectivamente?
a) 20:00 e 21:00      b) 19:00 e 20:00      c) 21:00 e 20:00      d) 20:00 e 20:00    e) 21:00 e 19:00




quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

ROTEIRO DE QUESTÕES CAPÍTULO 02 – 8º ANO

8º ANO EXERCÍCIO CAPITULO 2


ROTEIRO DE QUESTÕES 
01. Em que se baseou as sociedade humanas nos últimos cinco séculos?
02. Como ocorreu o processo de integração das sociedades humanas (países)  nos últimos cinco séculos?
03. Por que o conhecimento geográfico é importante para o homem atualmente?
04. Por que estudar os diversos países dos continentes é uma missão desafiadora?
05. Em que é baseada a regionalização do espaço geográfico?
06. Quem apresenta mudanças mais rápidas, as características naturais (paisagem) ou as características sociais (as sociedades)?
07. Por que a regionalização no planeta é baseada principalmente nas características sociais?
08. Qual era a divisão regional do planeta durante a década de 1970 e 1980? Explique como era formada cada uma das regiões do planeta nesta regionalização.
09. Por que durante a década de 1970 e 1980 o mundo era chamado de bipolar?
10. Por que estudar os países que compõe o planeta é uma atividade desafiadora e complexa?
11. Com o fim da GUERRA FRIA e da ORDEM BIPOLAR no inicio da década de 1990, como foi regionalizado o planeta?
12. Qual o critério de regionalização que estudaremos neste livro, nos próximos capítulos?

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

CURSO OPÇÃO TEMAS REDAÇÃO ENEM 2017


TEMAS REDAÇÃO ENEM 2017
A falta de água: Pode ser um possível tema já que este problema faz parte há mais de um ano da vida dos moradores do sudeste e persiste há mais de um século no cotidiano de nordestinos. A prova pode solicitar que o assunto seja discutido sobre esse viés, questionando as políticas de públicas de combate à seca e o comportamento da população para evitar a falta d’água.

A falta de recursos hídricos: É a crise do setor energético que está impactando no aumento da conta de energia e, por consequência, no setor comercial, industrial e na própria residência das pessoas. A prova pode pedir para o estudante relacionar a falta de recursos, as questões políticas nessa crise e a solução para a geração de energia, principalmente, uma energia que impacte menos no meio ambiente.

As manifestações políticas: Que estão acontecendo nas ruas, mas que participaram das redes sociais, como essas ferramentas de comunicação e interação “virtual” estão despertando o interesse político e levando às pessoas as ruas. É interessante falar sobre a potencialidade da ferramenta na comunicação das pessoas, no debate de assuntos e de levar a informação ao público. Também é possível falar sobre a confiabilidade do que passa pelas redes sociais, pois nem sempre as informações são corretas.

A mobilidade urbana: É um problema que afeta vários países no mundo, praticamente todas as cidades grandes, principalmente, do Brasil sofrem com o excesso de carros particulares, poucas linhas de transporte público e falta de incentivo de transportes alternativos, como as bicicletas. A prova pode pedir ao estudante indicar alternativas para melhorar a mobilidade urbana e falar sobre o conflito entre os diferentes públicos que utilizam as vias de trânsito, como o pedestre, o ciclista, o motociclista e o motorista de carro.

Preconceito racial: Que alguns atletas ainda sofrem no meio esportivo, principalmente, em relação às torcidas que, em momentos de fúria, xingam jogadores com palavras preconceituosas, além de qualquer outra forma de preconceito racial, também pode ser um tema da redação do ENEM 2016.

O conceito da família: Deste século, com o objetivo de debater sobre a adoção de crianças por casais homossexuais e sobre a nova norma na guarda compartilhada de crianças, quando os pais se divorciam.

Dengue, Zica e Chikungunya: O tema pode pedir para falar dos novos casos das doenças, das campanhas de combate e sobre a conscientização da população. Os crescentes casos de microcefalia, que ainda não tem sua ligação comprovada com a transmissão do mosquito aedes aegypti.

As campanhas de vacinação: Principalmente contra o Sarampo e o HPV, para meninas de até 13 anos de idade. Um assunto batido, mas que o estudante deve estar sempre preparado é sobre os problemas no Sistema Único de Saúde (SUS) como falta de médicos, atrasos, grandes filas de espera e falta de equipamentos, além do Programa Mais Médicos.

O limite da estética e da saúde: Também é um bom assunto. Até onde o ser humano pode ir para atingir a sua exigência em relação à beleza. O busca pelo corpo perfeito, com dietas, cirurgias plásticas e produtos, tem limite?

A sustentabilidade de empresas e o aquecimento global: São assuntos comuns nessa área. Mas, no Brasil, a Política Nacional de Resíduos Sólidos é um tema que agora está sendo muito debatido nos municípios do país. Então é importante saber sobre o que é essa política, o dever dos governos municipais e como a população pode cobrar a coleta seletiva.

Intolerância religiosa
O ataque à revista Charlie Habdo pode exemplificar o tema. Mas muito mais do que um caso isolado, a intolerância religiosa é grande tanto no Brasil como em outros países. Ao debater esse tema, precisamos lembrar da laicidade do Estado e do respeito aos diferentes tipos de crenças e rituais religiosos, podendo destacar, no caso do Brasil, o grande preconceito existente com religiões de origem africana.

Justiça com as próprias mãos; Tema bastante polêmico em 2014 e que pode ser discutido com mais imparcialidade esse ano. O combate à violência através da justiça com as próprias mãos é válido? Definições de justiça, casos de linchamentos, rebeldia com a ordem e segurança públicas são alguns pontos que abordam essa temática.

Corrupção na Petrobras: O tema mais recorrente na mídia nos últimos meses é perfeitamente possível cair na redação do ENEM. Desde as primeira etapas da Operação Lava-Jato a mais de dois anos, está praticamente todos os dias nos noticiários. É um assunto muito polêmico pois envolve nomes da política e de grandes empresas e gerou o estopim nas manifestações contra e a favor do atual governo brasileiro.

Preconceito racial: Um tema bem presente na mídia e nas discussões da população. O tema ainda pode tratar da relação entre o preconceito e o esporte, onde já ocorreu alguns episódios de preconceito. O tema ainda pode discutir sobre o preconceito no cotidiano, suas causas e soluções para esse problema.

Campanhas: A vacinação e suas campanhas promovidas pelo Governo tem gerado grande discussão entre a população, ainda mais a vacinação contra o HPV, que é feita em meninas de até 13 anos de idade, e contra o Sarampo. O estudante deve se preparar ainda para discutir sobre o Sistema Único de Saúde (SUS) e programa como o Mais Médicos, que mesmo sendo um assunto passado pode vir a tona no Enem 2017.

Meio ambiente: É um conjunto de unidades ecológicas que funcionam como um sistema natural, e incluem toda a vegetação, animais, microorganismos, solo, rochas, atmosfera e fenômenos naturais que esta ameaçado devido a extração de petróleo e outros.

Redes Sociais: Seu uso, o impacto na vida das pessoas e da sociedade, a ética e a moral nas redes sociais, pode ser o tema da redação do Enem 2017, além de ser atual e presente na vida da maioria das pessoas, as redes sociais ainda desempenham papel de socialização, opinião informação e debate entre as pessoas.

Bullying: Uma prática bem atual, esse problema se estende em países no mundo todo, ainda mais no período escolar, onde as crianças e jovens são o principal alvo dessa prática. A redação pode vir a discutir as causas e soluções para esse problema constante e crescente na sociedade atual.

Tecnologia: Os avanços tecnológicos estão a cada dia crescendo, com isso muitos debates e discussões também. O assunto pode ser tema de prova da redação do Enem 2017, a discussão dos benefícios, malefícios e impactos na vida das pessoas.

Esportes: Com o acontecimento da Copa do Mundo, no Brasil em 2014 e as Olimpíadas em 2016, o tema dos esportes tem sido muito divulgado, além da discussão da sua importância na vida e formação das crianças, adolescentes e jovens. Com tamanho impacto e importância tem a chance de esse ser o tema de prova.

Ocupação: A conscientização dos jovens e adolescentes no país é cada vez maior, a atual cena de ocupação de escolas públicas têm chamado a atenção, trazendo a tona a importância do diálogo e respeito pela opinião desses jovens. O tema pode levantar questões como a importância da Educação e da participação dos estudantes nas políticas públicas para essa importante área.

Violência: Um tema sempre recorrente e infelizmente atual, podendo ser o tema de prova, discutindo as causas, políticas públicas e soluções possíveis para esse problema.

Crianças: O seu direito, a proteção, e diversas questões atuais relacionados a crianças pode ser o assunto do Enem 2017, sempre atual, cada vez mais importante e necessário.

Desigualdade: O Brasil ainda é um país bastante desigual, esse assunto é sempre presente e discutido pela população. O tema pode discutir as causas e possíveis soluções para sanar ou diminuir a desigualdade crescente no país.

Estética: A beleza e a estética são assuntos presente na mídia e redes sociais, com uma certa discussão sobre aceitação dos padrões, sendo possível verificar a valorização maior pelas pessoas e até marcas das diferenças de peso, raças e diferentes tipos de beleza e conceitos de estética, podendo ser esse o tema de redação do Enem 2017, devido a sua relevância e atualidade.

Sustentabilidade: Muito tem se falado sobre esse assunto, a preservação do meio ambiente através de boas práticas das pessoas e empresas se faz cada vez mais necessária. A prova pode vir a levantar questões como a coleta seletiva, a diminuição de produtos químicos e poluentes no meio ambiente entre outras questões relacionadas.

Aedes Aegypti: O mosquito que vem assolando o pânico na população nos últimos anos, devido a ser o agente transmissor de doenças como a dengue, zika vírus e a febre Chikungunya. A prova deve discutir as políticas públicas para evitar o problema e alternativas para diminuir ou solucionar a epidemia causada por esse mosquito.

Geração de energia: Esse pode ser tema de prova, devido a grande importância para todos, vindo a discutir as fontes não renováveis como petróleo, gás natural e carvão mineral, e as fontes renováveis como a energia eólica (ventos), energia solar e também energia das águas. O tema pode vir a discutir a mudança das energias não renováveis pelas renováveis, seus impactos, benefícios e mudanças causadas na vida das pessoas e do meio ambiente.

Redução da maioridade penal: No Brasil a maioridade penal é de 18 anos, porém a uma discussão e projeto de lei para a diminuição da idade penal vir a ser de 16 anos no país. A prova pode discutir as razões, benefícios, malefícios e causas da diminuição da idade penal no Brasil.

Liberdade de expressão: A mídia, as redes sociais, são sinônimos de expressão e liberdade, porém é discutido até onde é possível exercer esse direito sem ferir o outro.
Fonte:






5 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA REDAÇÃO NO ENEM


Quer tirar nota 1000 na redação do Enem? Entenda os 5 critérios de avaliação usados pela banca

No Enem 2014, apenas 250 pessoas tiraram nota máxima na redação. Sabe qual a porcentagem que esse número representa do total de participantes? Apenas 0,004% (mais de 6,1 milhões de candidatos fizeram a prova). Para o Inep, instituto responsável pela aplicação do exame, esses foram os estudantes que cumpriram todas as competências exigidas pela prova. Por isso, é importante conhecer os critérios de avaliação usados pelos corretores para saber como produzir um texto digno de nota 1000. Conheça abaixo as 5 competências exigidas pela banca:
1. Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa 
Esse é o requisito fundamental para tirar uma boa nota. Para atender a essa exigência, você precisa ter consciência da diferença entre a modalidade escrita e a oral, bem como entre registro formal e informal. Não é porque na oralidade falamos “pra” que devemos escrever assim no texto. Evite contrações (pra, pro, numa…) e prefira escrever a palavra toda (para, para o, em uma…), fuja das gírias e de repetições. Além disso, na redação do seu texto, você deve procurar ser claro, objetivo e direto, empregar um vocabulário mais variado e preciso, diferente do que utiliza quando fala, e seguir as regras estabelecidas pela modalidade escrita formal da Língua Portuguesa. O texto dissertativo-argumentativo escrito exige que alguns requisitos básicos sejam atendidos corretamente:
·         Concordância nominal e verbal;
·         Regência nominal e verbal;
·         Pontuação;
·         Flexão de nomes e verbos;
·         Colocação de pronomes oblíquos (átonos e tônicos);
·         ƒGrafia das palavras (inclusive acentuação gráfica e emprego de letras maiúsculas e minúsculas); e
·         Divisão silábica na mudança de linha (translineação)
DICA: Usar o rascunho é essencial para evitar esses erros. 
2. Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa
O Enem não quer que o texto do participante tenha caráter apenas expositivo, porque isso não é fazer uma dissertação-argumentativa. É preciso apresentar um texto que expõe um aspecto relacionado ao tema, defendendo uma posição, uma tese. Evite ficar preso às ideias desenvolvidas nos textos motivadores, porque foram apresentados apenas para despertar uma reflexão sobre o tema e não para limitar sua criatividade. É nessa competência que o Enem espera ver o seu conhecimento de mundo. Utilizar informações de várias fontes (livros, filmes, exposições) demonstra que você está atualizado em relação ao que acontece no mundo. Mas, atenção! Mantenha-se dentro dos limites do tema proposto, tomando cuidado para não se afastar do seu foco. Fuga do tema é um dos principais problemas identificados nas redações que levam nota zero.
3. Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista
O terceiro aspecto a ser avaliado no seu texto é a forma como você seleciona, relaciona, organiza e interpreta informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa do ponto de vista defendido como tese. O seu texto precisa apresentar, claramente, uma ideia a ser defendida e os argumentos que justifiquem a posição assumida por você em relação à temática exigida pela proposta de redação. Esta competência trata da inteligibilidade do texto, ou seja, da sua coerência. Coerência tem a ver com o encadeamento das ideias. Cada parágrafo precisa apresentar informações novas, mas coerentes com o que já foi apresentado anteriormente, sem repetições ou saltos temáticos. É um desafio e tanto!
4. Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a argumentação
Nessa competência são avaliadas a estruturação lógica e formal entre as partes da redação. A organização textual exige que as frases e os parágrafos estabeleçam entre si uma relação que garanta a sequenciação coerente do texto e a interdependência entre as ideias (está ligada à competência 3, também). Esse encadeamento pode ser expresso por conjunções, por determinadas palavras, ou pode ser inferido a partir da articulação dessas ideias. Preposições, conjunções, advérbios e locuções adverbiais são responsáveis pela coesão do texto, porque estabelecem uma inter-relação entre orações, frases e parágrafos. É importante frisar: cada parágrafo deve ser composto de um ou mais períodos também articulados e cada ideia nova precisa estabelecer relação com as anteriores.
5. Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos
O quinto e último aspecto a ser avaliado no seu texto é a apresentação de uma proposta de intervenção para o problema abordado. Por isso, a sua redação, além de apresentar uma tese sobre o tema, apoiada em argumentos consistentes, deve oferecer uma proposta de intervenção na vida social, ou seja, uma “solução” para o problema. Essa proposta deve considerar os pontos abordados na argumentação e deve se relacionar diretamente com a tese desenvolvida no texto e ter coerência com os argumentos utilizados, já que expressa a sua visão, como autor, das possíveis soluções para a questão discutida. A proposta de intervenção precisa ser detalhada para permitir que o leitor julgue a sua “exequibilidade” (a capacidade de ser posta em prática). Por isso, é bom detalhar quais meios são importantes para realizá-la. A proposta deve, ainda, refletir os conhecimentos de mundo de quem a redige, e a coerência da argumentação será um dos aspectos decisivos no processo de avaliação. É necessário que ela respeite os direitos humanos: que não rompa com valores como cidadania, liberdade, solidariedade e diversidade cultural.
As informações desse texto foram retiradas do Guia do Participante do Enem, elaborado pelo Ministério da Educação (MEC). Vale a pena dar uma conferida para ler todas as dicas e os exemplos de avaliação feitos pelos corretores oficiais do exame.

FONTE: 
http://guiadoestudante.abril.com.br/blog/redacao-para-o-enem-e-vestibular/quer-tirar-nota-1000-na-redacao-do-enem-entenda-os-5-criterios-de-avaliacao-usados-pela-banca/



terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

1º ANO DICIONÁRIO GEOGRÁFICO. 1º ANO CAPITULO 01


RELAÇÃO DE TERMOS PARA O DICIONÁRIO GEOGRÁFICO.
1º ANO CAPITULO 01 – A GEOGRAFIA: O NOSSO MUNDO E O UNIVERSO


Afélio;
Ano Bissexto;
Ano-luz;
Antrópico (Antrópica);
Austral;
Boreal;
Circulação Atmosférica;
Convenção Cartográfica;
Correntes Marinhas;
Efeito ou Força Coriolis;
Equinócio;
Escala Gráfica
Escala  Numérica;
Espaço Geográfico;
Linha do Equador;
Lugar;
Meridiano de Greenwich.
Meridional;
Migrar – Migração;
Movimento Aparente do Sol;
Movimento de Rotação;
Movimento de Translação;
Nômade;
Ocidental;
Oriental;
Paisagem;
Periélio;
Pintura Rupestre;
Polo Norte celeste;
Polo Norte geográfico;
Projeção cartográfica.
Região;
Rosa dos ventos.
Setentrional;
Solstício;

Território;







segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

9º ANO DICIONÁRIO GEOGRÁFICO. CAPITULO 01


RELAÇÃO DE TERMOS PARA O DICIONÁRIO GEOGRÁFICO.
9º ANO CAPITULO 01 – EUROPA: VELHO MUNDO


Artesão;
Benelux;
Capitalismo;
Carvão Mineral;
Ceca;
Desmembramento da URSS – União das Republicas Socialistas Soviéticas;
Espaço Geogáfico;
Estados Nacionais;
Euroton;
Gestão Compartilhada;
Grandes Navegações;
Intgração econômica regional;
Manufatura;
MCE ou CEE;
Mercado Comum;
Nova Técnicas;
Organização Espacial;
Processo de Urbanização;
Recessão Econômica;
Revolução Industrial;
Socialismo;
Tratado de Maastricht;
Tratado de Roma;
União Aduaneira;
União Política e Monetária;
Zona de livre comércio;
Zona de preferências tarifárias;
Zona do Euro;

8º ANO - DICIONÁRIO GEOGRÁFICO. CAPITULO 01


RELAÇÃO DE TERMOS PARA O DICIONÁRIO GEOGRÁFICO.
CAPITULO 01 - LUGARES MAIS CONECTADOS.

1. Carvão Mineral;

2. Contemporânea;
3. Desenvolvimento da Técnica;

4. Ditadura;

5. Energia Eólica;

6. Energia Nuclear;

7. Governo Autoritário;

8. Lugar;

9. Matéria-prima;

10. Povos ou Civilizações Pré-Colombianas;

11. Mercado Consumidor;

12. Migração;
13. Nômade;

14. Revolução Industrial.

15. Técnico-Cientifico;

16. Tecnologia Aeroespacial;

OBSERVAÇÃO:

OS TERMOS DEVEM SER PESQUISADOS NO LIVRO POSITIVO E EM OUTRAS FONTES DE PESQUISAS.


OS TIGRES ASIÁTICOS - CAPITULO 9